quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Rede de Resistência Permanente

Conscientes que uma estrutura fechada, vertical e hierárquica dos partidos e associações resulta cada vez menos eficaz para articular a dinamica social, os novos movimentos civicos se organizam sempre mais como uma rede: um modelo que é a cara do nosso tempo.
Um sistem aberto, uma estrutura disipativa tão rica e coerente que se encontra continuamente em estado de fluxo, num equilibrio suscetível de atualização continua, aberta indefinidamente à transformação.
Esta forma organica de organização social è mais eficaz e mais consciente que as estruturas hierárquicas da civilização moderna. A rede è plastica, flexivel. Realmente cada membro é o centro da rede. As redes cooperam, não competem.
Em qualquer modelo de organização hierárquica, o dominio da estrutura garante-se através o continuo filtro dos fluxos de informação. A organização politica filtra a informação através dos sucesivos niveis do seu aparato.
Ao contrario, uma rede é mais intuitiva e muito parecida ao modelo organico dos seres vivos. Dentro de uma rede não tem um centro caraterizado de poder, não tem chefes filtrando informações; estas fluem livremente em todas as direções, favorecendo a cooperação entre os membros da rede.
A logica do dominio exige informar unidirecionalmente, enquanto a logica da cooperação implica pôr em comum, comunicar sem restrições a informação que possue cada membro.
Os membros de uma rede compartem conteudos ideologicos comuns, mas sem nenhum vinculo hierárquico. Diante de um convite para uma interação, cada individuo ou grupo atuará como considerar conveniente, sumando-se ou não à iniciativa. Uma rede esta integrada por uma infinidade de coletivos de todo tipo e tamanho que compartem informações. Em principio não existem interesses totalmente comuns, porém basta que uma iniciativa válida seja lançada na rede para que a informação se propague em toda sua amplitude.
É assim que se pode concretizar o boicote à uma corporação industrial, uma eficaz campanha de contra-informação ou articular uma verdadeira luta social.

Viva a Rede! Livre e independente!
Viva a Rede de Resistência Permanente!!!

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

domingo, 19 de fevereiro de 2012

sábado, 18 de fevereiro de 2012

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Outro caminho...

Sentei-me entre os pedregulhos na rala sombra de uma jurema, descasquei uma laranja e chequei as coordenadas no GPS. Nunca tinha parado antes nesse lugar, preferindo sempre encostar a canoa alguns quilometros mais pra frente, perto de uma imponente e sempreverde aroeira, perfeita para arranchar-se por uma noite ou uma semana. Procurando aproveitar melhor da pouca sombra da arvore contorta e cheia de espinhos, fiquei olhando pra utra margem do rio. Bem diante de mim, de repente, vislumbrei uma trilha pouco batida que timidamente serpenteia atè o topo da encosta, mostrando-me a possibilidade que exista outro caminho... Rio Piranhas/Açu Set. 2009

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Iluminando meu caminho...

O blog vai iluminando o caminho do seu autor.
É essa sua virtude.
(José Saramago)